segunda-feira, 12 de abril de 2010

Notícias Março de 2010


Olá meus irmãos e amigos.
Desejamos que esta os encontre gozando das maravilhas do nosso Grande Deus.
Desde que chegamos aqui muitas coisas já aconteceram, temos aprendido a usar o portugues daqui, a comer comidas diferentes e eu (Isabel) tenho aprendido a usar a "capulana" (um pedaço de pano grande que as mulheres moçambicanas usam como saia).
Também temos participado dos cultos na Congregação Baptista, onde vamos ajudar quando estivermos mais seguros em alguns pontos culturais e da língua. Estamos apreciando muito vê-los cantar em "Macúa" (língua falada por eles).
No último sábado dia 06 de março foi um dia bem diferente para nós. Eu (Isabel) fui para a casa de uma irmã para ajudar a preparar o almoço típico moçambicano. Fizemos "matapa" (não temos nada parecido com essa comida aí, mas ela é feita com folha de mandioca ou de feijão, amendoim, coco, se quiser e tiver condições pode colocar camarão), arroz com coco, "xima" (é feita da farinha do milho, parece nossa polenta) e galinha assada na brasa. É uma comida muito saborosa. Mas a cozinha daqui é bem diferente da que estamos acostumadas a usar no Brasil. O fogão é bem baixo e é feito para ser usado com carvão para cozinhar, logo temos que sentar ou ficar de joelhos. E ali sentadas cortamos o que precisar, cozinhamos, lavamos, etc.
Enquanto eu estava a cozinhar, o Rafa estava na congregação com outros irmãos para construir uma nova "casa de banho" (banheiro), esta foi feita de palha e ficou muito legal.
No domingo dia 07 de março tivemos uma festa na congregação, pois um casal de missionários americanos estavam indo embora. Então Rafa e eu nos voluntariamos para ajudar na cozinha, nós dois ficamos responsáveis para descascar e fritar as batatas. Foi interessante. O culto de despedida foi muito bonito, depois da pregação duas mulheres moçambicanas entraram dançando e enquanto elas dançavam e os outros cantavam, elas iam vestindo a missionária com uma roupa típica daqui, daí quando elas terminaram foi a vez dos homens entrarem dançando e vestir o missionário. Foi emocionante. Quando tudo terminou fomos almoçar, voces não podem imaginar quantas surpresas tivemos nessa hora!
Meus irmãos, dêem graças a Deus por tudo o que voces tem aí no Brasil. Louvem a Deus pelo alimento que voces podem comer, mesmo que às vezes não seja o que você queria naquele momento. Aqui, a falta de comida é tanta que ficamos até sem ação. Muitas vezes quando Rafa e eu sentamos para fazer alguma refeição sabemos que muitos dos nossos irmãos da congregação não tem nada para comer. É triste. Nada para o "mata bicho" (café da manhã).
Bom, no mais estamos bem.
Obrigado por suas orações.
Em Cristo, Bel.